Bem vindos ao Matutices Poéticas!

Bem vindos ao Matutices Poéticas!

terça-feira, 6 de maio de 2014

A solidão bole com a gente


O começo de uma aflição
Um meio quase atordoado
Quase o fim de uma luta
Um fato consumado
A dor de um grande amor
A alegria, tristeza e dor
Quando o matuto está apaixonado

Uma doença que abusa
E que machuca o coração
Causando um aperrei
Atrelado a uma solidão
Uma saudade saudosa
Uma agonia perigosa
Corrói, sem dó, sem compaixão

Nasce em seu coração
Regada de um jeito
Assim tão inocente
Abusando o sujeito
Solidão é o lamento
Um descontentamento
Sem chão e sem documento 

KLEBSON OLIVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário