Bem vindos ao Matutices Poéticas!

Bem vindos ao Matutices Poéticas!

sábado, 30 de agosto de 2014

Confira a íntegra do programa deste sábado (30) no "Sinfonia Nordestina"

Fernando Guerra e Nêgo do Manduri foram os entrevista do programa (Fotomontagem: Divulgação)
Ouça a íntegra do programa "Sinfonia Nordestina" deste sábado (30), na Rádio Surubim AM, com Fernando Guerra e Nêgo do Manduri:

Fernando Guerra e Nêgo do Manduri falam sobre o Festival de Violeiros de Surubim, hoje, no "Sinfonia Nordestina"

O programa é apresentado por este poeta (Foto: Divulgação)
O editor do Correio do Agreste, Fernando Guerra, e o poeta Nêgo do Manduri são os entrevistados deste sábado (30) no programa "Sinfonia Nordestina", que vai ao ar a partir das 13h, na Rádio Surubim AM. Para acompanhar ao vivo pela internet, clique aqui.

sábado, 23 de agosto de 2014

Ouça a íntegra do bate-papo com a escritora Elzi Melo e o embolador Siriema no "Sinfonia Nordestina"

Klebson Oliveira conversou neste sábado (23) com Elzi Melo e Siriema (Foto: Rafael Lima/Divulgação)
Confira a íntegra da entrevista com a escritora Elzi Melo, entrevistada na tarde deste sábado, 23, por este poeta, no programa "Sinfonia Nordestina", na Rádio Surubim AM:

Poeta apaixonado


E um poema do fundo do coração
Eu escrevi para te presentear
Numa noite serena de luar
Declamei para você minha paixão
Com a fala trêmula de emoção
Relatei meu desejo tão desejado
De um poeta que ta apaixonado
Meu destino ligado ao seu
E com um abraço você me agradeceu
Marcando esse momento tão sonhado.

KLEBSON OLIVEIRA



Elzi Melo, hoje, no 'Sinfonia Nordestina'

Foto: Divulgação/Reprodução
A escritora surubinense Elzi Melo (foto) é a entrevistada deste sábado (23) no programa "Sinfonia Nordestina", que eu apresento partir das 13h, na Rádio Surubim (1520 AM). Os internautas de todos os quatro cantos do país podem acompanhar ao vivo clicando aqui.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Ouça a íntegra do programa 'Sinfonia Nordestina' com a escritora 'Galega"

Além da escritora "Galega", conversei também com o consultor da Editora Babecco, Mário Santos, e o poeta Ronaldo Barbosa (Foto: Charles Nascimento/Divulgação) 
Confira, na íntegra, a entrevista com a escritora surubinense Maria José de Brito, mais conhecida como "Galega", concedida ao programa "Sinfonia Nordestina", apresentado por este poeta, na Rádio Surubim AM, no último sábado (16):

domingo, 17 de agosto de 2014

Poetisa Ivone Rodrigues

Ivone Rodrigues, com sua gentileza presenteou o blog matutices poéticas.
Parabenizando-me pelo meu trabalho.

Eis.

O nome dele bem que poderia ser João, Antônio, Pedro (nomes usuais no Nordeste), mas não, é Klebson, e eu dei uma busca na net e vejam o que achei:
''Origem do nome Klebson: Latim
Significado: Aquele que faz pão
Qualidades: comunicação, amizade, otimismo, despreocupação, bom humor."

E não é que deu tudo certinho?

Conheci esse moço poeta de Casinhas, através do jornalista Charles Nascimento. // Klebinho, como gosto de chamá-lo, nasceu com o dom de Jessier Quirino. Deve ser um aperreio da gota, ele vive de mãos dadas com a poesia, e ela não para de cutucá-lo. Você diz o mote e o danadinho, com menos de meia hora, já salta com um soneto, um cordel. A poesia, alimento da alma, (o pão que ele faz muito bem) já vem quentinha e ao gosto do freguês.
E quem ganha? A gente, oxente! E o melhor é que ele valoriza as falas e os jeitos do nordestino, exalta nossa gente e nosso lugar.
Nesse 2014 eu achei esse menino traquino e de muitas qualidades. Humilde, simpático e talentosíssimo.
E que me trouxe dois bonequinhos de pano (arte da irmã dele) lindos. Amei!
Um abraço Klebinho, minha admiração e amizade!

Eis:

AMOR VERDADEIRO
(Klebson Oliveira)

Amor verdadeiro é todo amanhecer
É o amor de Deus em nosso coração
É a saudade que mato ao te ver
Quando te vejo termina a solidão.

Amor verdadeiro é o riso da criança
É o perfume perfumado de uma flor
É você que não sai da minha lembrança
É o meu amor por você meu amor.

Uma lua numa noite enluarada
São passarinhos em retirada,
Com a seca entristecendo seu lugar.

Amor verdadeiro é fazer poesia
É o sertanejo orando todo dia,
Para a invernada logo chegar
.


Levo comigo

A amiga Natália Menêzes presenteou o blog matutices poéticas com esse poema de sua autoria.

Eis.

Um doce para eu e meu amigo apreciar

Para os alicerces da amizade lembrar
De onde tudo partiu e lá não deixei
Porque vivo em mim está e sempre comigo levarei

Amizade de anos a fio cultivei
Para me lembrar do que bom plantei
Poetisa como sou
Venho nesses versos revelar

A amizade de anos fortaleceu pra ficar
O tempo não apaga
O tempo aprimora
Amigo estou aqui
Conte comigo sem demora.


17.08.14
Natália Menêzes

Girassol

O poeta, ator e escritor Robert Barbosa nos presenteou com este texto da sua autoria.

Eis.

Assim como um girassol escolhe sempre estar voltado para o sol, escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais luminoso e vibrante das coisas que lhe acontecem.
Nossa percepção é seletiva, nós "focalizamos" o que queremos ver e deixamos de perceber o restante. 
Você já reparou como é fácil ficar de baixo astral? 
Uma conta para pagar...
Não ganhar todo o dinheiro de que se precisa... 
Não ter a aparência que se gostaria de ter... 
Não ser valorizada no trabalho... 
Não ter encontrado o sucesso, ou um grande amor ...

É por isso que frequentemente não nos sentimos bem. Depositamos nossa atenção no que nos falta, no que nos magoa...E ocupamos nossa mente com pensamentos preocupantes sobre o futuro. Enfim, deixamos a nossa mente à deriva, torturada por pensamentos negativos que nos dominam.

Na verdade a maior parte do tempo, estamos lutando com a vida, não aceitando o que ela nos traz...E quando não aceitamos aquilo que é, e nos concentramos no que deveria ser, nos frustramos, sofremos cada vez mais, ao ponto de perdemos o sentido da existência...
É justamente quando estamos frustrados e insatisfeitos, que precisamos lembrar que possuímos uma antena interna - a atenção - capaz de captar o lado bom da vida. Exatamente como na natureza, faz o girassol.

O girassol se volta para onde o sol estiver, mesmo que este esteja escondido atrás de uma nuvem. Ele está sempre em busca da luz, da vitalidade, da força, da beleza. 

Saber captar o lado luminoso da vida significa aprendermos a valorizar tudo de bom que já recebemos e também a sermos gratos por isso...

Apreciar e agradecer o carinho, o afeto, os gestos de atenção e delicadeza oferecidos pelos amigos, filhos, pais, namorados. Apreciar o sorriso luminoso de alguém que você gosta. Apreciar um gesto de gentileza, uma palavra de estímulo do seu colega de trabalho, do seu vizinho... 
Apreciar todo contato humano que lhe trouxe conforto, novo animo...Apreciar todo apoio que a vida lhe deu, de tantas formas misteriosas, quando precisou... Apreciar e agradecer porque a Vida é Amor, e sempre o protegeu, realizou seus desejos mais profundos, tomou conta de seus interesses e suas verdadeiras necessidades...

Ser aprendiz de girassol,não é fácil!
Infelizmente a maioria de nós, não foi preparada pra buscar o lado luz da vida, e vive se debatendo na obscura zona dos condicionamentos subconscientes e dos pensamentos destrutivos! 

Daqui pra frente, quando perceber que está desanimado, revoltado ou deprimido, que possa se lembrar de ser girassol. 
Selecione o melhor do seu mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que existe nele! 
Acredite no Poder da Luz para neutralizar qualquer situação adversa e transformar sua Vida em uma verdadeira obra-prima!
Assim, começará a reter Força, Vitalidade e Alegria dentro de você.
E como o girassol, estará de bem com a grande festa colorida que é a Vida!

Robert Barbosa


A gente não esquece

O poeta Damião de Andrade Lima nos presenteou com esta poesia.

Eis.


Um vaqueiro cedinho na fazenda Leva o gado aboiando no caminho Um casal de rolinha sai do ninho E faz pouso nas telhas de uma tenda A tardinha mamãe costura a renda E depois de jantar reza uma prece Quando o olhos se fecham esmorece O seu corpo na cama pra dormir Tomar banho de rio e se divertir São lembranças que a gente não esquece. Dos abraços e beijos na calçada namorando no escuro escondidinho Noites quentes e troca de carinho Com a lua escondida prateada Tudo de bom vivi nessa jornada Mas o tempo carrega e quem padece Sente o tempo mudar quem envelhece E sem volta é o tempo de criança Brincadeiras de roda, riso e dança São lembranças que a gente não esquece.


Do poeta Damião de Andrade Lima

Nossa amizade


Nosso segredo é tão bom
Que guardo sem preconceito
Mesmo tendo saudade
Passa o tempo não tem jeito
Da nossa bela sintonia
Deixada dentro do peito.

KLEBSON OLIVEIRA



Recordações


Com os olhos marejados
Não controlo a emoção
A minha face sofrida
Me bate a solidão
Viajo ao passado
No voo a imaginação
Diante das recordações
Te guardo no coração.

Recordo o seu sorriso
Sorrindo a me abraçar
Abraço que a gente
Nunca quer se desgrudar
Adormeço tão ligeiro
E contigo vou sonhar
Um sonho de alegria
Que eu não sei decifrar.

Recordo um beijo seu
Recordo você somente
Nossos momentos impar
Contentamento da gente
Recordo nossa melodia
"Martelando" na mente
Nossa história esta
Na lembrança pra sempre.

KLEBSON OLIVEIRA

sábado, 16 de agosto de 2014

Lembrei da lua cheia


Lua cheia que vem sempre me olhar
Sabes que sou lua teu fiel amante
Esqueço quem amo pra com você ficar,
Esta noite me remedia com seu calmante.

Vem bem de mansinha ninguém vai notar
Sem se acanhar me leva neste instante,
Que vou no teu brilho contigo me embriar
Tô carenciado com uma carência vibrante.

Lua porque eu sou assim tão medonho?
Querendo viver contigo esse sonho,
Insoniado de um desejo sem fim.

Me encantei por ti lua bela e iluminada,
Mas meu coraçao arritima por minha amada,
O cheiro da minha MARI nunca vai sair de mim.

KLEBSON OLIVEIRA

Seu riso singelo


Seu riso tão risonho agora vai ficar
Nas fotografias registrada na mente
Seu abraço desprende e fico a chorar,
Lágrimas saudosas de ti pra sempre.

Sempre conduzia sua alegria impar
Presenteando a todos caritativamente
A gente tinha medo de contigo errar,
Tua meiguice queria ver novamente.

Fernanda Nascimento, amiga feliz
Nanda, Fê, Nandinha parecia uma atriz,
Cheia de vida protagonizando alegria.

Seus amigos lamentando entristecidos
De tantos e tantos momentos vividos,
Adeus, estou triste, nos vemos um dia.

KLEBSON OLIVEIRA

Saudades


Saudade so saudade
Saudade tão matadeira
Medonha que ataca
Maltrata deixa a pedaceira
Logo se apossou de mim
Saudade é traiçoeira
Será que tens saudade
Ou será uma roedeira?

KLEBSON OLIVEIRA

Lua luz da noite


Lua que ilumina a rua
Que inspiram as canções
Companheira da noite
Dos romances, dos corações,
Corações amendrontados
Fugindo das tentações,
Que nos remete ao desejo
Nos causando tantas emoções.

Enluarando os terreiros
Sua luz encandescente
Quando acesa clareia
A toda essa gente,
Enquanto outros dormem
E descançam a mente,
Eu mimoseio minha lua
Tão bela lua decente.

Lua das noites serenas
Que ilumina o jardim
A ela falo segredos
Que meu amor contou pra mim,
No batente da calçada.
Lua do cheiro de jasmim
Do pensar do pensador
Do chamego bom assim.

Que a mina dos meus olhos
Recolhe com precisão
Sem precisar de luneta
E grava no coração,
A lua dos namorados
Do calor, da paixão
Da vida como ela é
Lua do luar do Sertão.

Lua dos "loucos" poetas
Que vivem sempre a rimar
Dizendo: é a força da lua
Que tanto me faz sonhar,
No meu sonho falando
Que vivo so pra amar,
Por um instante viajo
Na luz do seu olhar.

KLEBSON OLIVEIRA

Saudade de um amor perdido


Seu olhar invadiu o meu inocente olhar
Logo fez morada em minha mente
Respirei ingenuamente sem você notar,
Que nascia ali um desejo tão carente.

O seu riso chegou logo a me conquistar
Gravando na imaginação calmamente,
E em teus braços abertos pude ficar
Sentindo o aconchego da gente.

Hoje vivo a recordar do nosso momento
Fecho os olhos e lembro seu juramento,
Real verdadeiro um amor comprometido.

Uma lembrança saudosa do passado
Que vivo a recordar muito apaixonado,
Com a saudade de um amor perdido.

KLEBSON OLIVEIRA

Meu verso


Meu verso é a trilha da canção
Cantiga de um passarinho engaiolado
Meu verso vem de uma oração
É Deus que me da o dom abençoado.

É viajar nas entranhas da imaginação
É o agricultor sertanejo na beira do roçado
Dizer te amo vindo do fundo do coração
Meu verso é o Sertão bem castigado.

É o sertanejo fazendo uma prece
É a chuva para o chão que padece,
São poetas declamando suas poesias.

É o frescor da sombra do juazeiro
Desejo desejando um amor verdadeiro,
Faço da arte meus versos e melodias.

KLEBSON OLIVEIRA



Amor verdadeiro


Amor verdadeiro é todo amanhecer
É o amor de Deus em nosso coração
É a saudade que mato ao te ver
Quando te vejo termina a solidão.

Amor verdadeiro é o riso da criança
É o perfume perfumado de uma flor
É você que não sai da minha lembrança
É o meu amor por você meu amor.

Uma lua numa noite enluarada
São passarinhos em retirada,
Com a seca entristecendo seu lugar.

Amor verdadeiro é fazer poesia
É o sertanejo orando todo dia,
Para a invernada logo chegar.

KLEBSON OLIVEIRA

A minha cura

A saudade que sinto por você
Meu coração é portador de uma solução
Apelidei a saudade de doença matadeira
Se pega com a gente castigando o coração.

Chega tão discreta fere é uma traiçoeira
Azucrinando meu tino mexe na emoção
Meu desejo é a felicidade verdadeira
Adentre no meu peito seja minha paixão.

Mas você minha moça menina que cura
Seu abraço me cura dessa amargura,
Teu cheiro é o tempero da minha alegria.

Alegremente mergulho no seu belo olhar
Esse sim é o remédio que vou tomar,
A dosagem do seu amor tomo todo dia.

KLEBSON OLIVEIRA

Minha inspiração é...


Uma tarde de domingo ensolarada
Olhar indo ao encontro do meu olhar
Numa noite silenciosa e estrelada
Uma flor cheirando ao desabrochar.

Cantiga de um grilo de madrugada
Uma moça bela ao me paquerar
E o namoro amigo numa calçada
Quando o casal se beija sem parar.

Pode ser a lua de presente esta noite
Ou o vento de mansinho como açoite,
Que transformo em sua inspiração.

Faço da sua história uma melodia
Uma canção pra cantar todo dia,
E guardar com carinho no coração.

KLEBSON OLIVEIRA

A escritora Maria José de Brito, "A Galega", será entrevistada nesta tarde no programa Sinfonia Nordestina.



'Galega' será entrevista pelo poeta casinhense Klebson Oliveira (Foto: Divulgação)

A escritora surubinense Maria José Brito, mais conhecida como "Galega", é a entrevistada deste sábado (16) do poeta Klebson Oliveira no programa "Sinfonia Nordestina", na Rádio Surubim AM, a partir das 13h.
Galega' é autora de vários livros, a maioria deles infantis (Foto: Divulgação) '

Poeta de Casinhas lança CD com declamações e cordel em homenagem a Ariano Suassuna

Foto: Charles Nascimento/Divulgação
O poeta casinhense Klebson Oliveira (foto) lançará no próximo mês de setembro, por ocasião da Semana da Cultura, na cidade de Surubim, um CD com poemas e causos de sua autoria e um cordel onde ele retrata um pouco da vida e obra do escritor e dramaturgo paraibano Ariano Suassuna, falecido no mês passado.

"É minha singela homenagem a um dos maiores defensores da nossa cultura, um ícone da literatura brasileira, cuja obra é uma das minhas principais fontes de inspiração. Naturalmente que também não esqueci de mencionar, em algumas sextilhas, a relação afetiva que ele manteve com a cidade de Casinhas", conta Oliveira.

Além de 'escrevedor de poesias', como ele próprio se autointitula, Klebson Oliveira assina, na internet, o blog "Matutices Poéticas", e apresenta nas tardes de sábado, na Rádio Surubim AM, o programa de entrevistas "Sinfonia Nordestina", ambos focados na divulgação da cultura popular nordestina.

Confira, com exclusividade, uma das sextilhas que farão parte do cordel "Ariano Suassuna, o eterno escritor", gentilmente autorizada pelo nosso talentoso poeta:
Imagem: Arte do blog
Fonte: Blog MAIS CASINHAS

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Ouça a íntegra do programa 'Sinfonia Nordestina' em homenagem a Gonzagão

Foto: Charles Nascimento/Divulgação
Confira, abaixo, a íntegra do programa "Sinfonia Nordestina", da Rádio Surubim AM, apresentado por este humilde poeta, que foi ao ar no último sábado (02), com Pessoa do Nascimento, Eliel Galdino, João Cassiano e Naldinho do Arcodeon, numa belíssima homenagem ao Rei do Baião Luiz Gonzaga:

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Tarde de verão



Ouvindo um amigo falar
Tirando-me a concentração
Sendo assim sigo na direção
Vou tentar não me desvaiar,
Sem argumento para criar
Levanto mais nada adianta
A cefaléia deixa a cabeça tonta
Escutando a bossa nova
Um som que sempre me renova
Mais logo o verso se apronta.


O vento sopra bem de mansinho
Esfriando a tarde quente de verão
Adentro nas arguras do coração
Vejo o voo de um passarinho
No céu azulado voando sozinho
Mesmo assim demoro um bocado
Para notar que tenho do meu lado
Assuntos a miúdes, é so parar
Com paciência tentar enxergar
Descrevendo vou, bem sossegado.


A música que ouço no momento
Viajo no mundo sem paradeiro
Sinto-me como um aventureiro
Tão simples parece um juramento
A melodia martela no pensamento
Mas agora estou satisfeito
Bem sorridente com o poema feito
Para quem de repente se deparava
Sem assuntos, nada encontrava
Encontrei, terminei, o poema perfeito.

KLEBSON OLIVEIRA

domingo, 3 de agosto de 2014

Preguiça

Acordei logo cedo
Pedi a Deus proteção
Domingo ensolarado
Paro, ouço uma canção
Que lembra-me o passado
Com tanta recordação.

Dou um sacode no tempo
Tento fazer uma poesia
Mais a manzanza é tanta
Que me rodeia nesse dia
Viajo na imaginação
Me envolvo na melodia.

Retratando o momento
Sigo na sala a pensar
Converso com amigos
E tento me concentrar
Jogo a preguiça fora
Pra o verso finalizar.

KLEBSON OLIVEIRA





sábado, 2 de agosto de 2014

Luiz Gonzaga


O povo do Nordeste
Pede conssentimento
E lembra com saudade
Em todo o momento
Quando escuta o fole
E seu ronco barulhento
O seu vira e mexe
Não sai do pensamento

Hoje vamos lembrar
Do matuto do sertão
Que conquistou o mundo
Sem esquecer seu torrão
Logo tornou-se o rei
Do forró e do baião
Vinte cinco anos faz
Da morte do Gonzagão

Luiz o bico de aço
Deixou o seu legado
Fiel aos seus princípios
Com seu fole prateado
No Exu fez morada
Nosso homenageado
Luiz Gonzaga pra sempre
O rei será lembrado

KLEBSON OLIVEIRA

Ouça a íntegra do 'Sinfonia Nordestina' do último sábado (26), com Walter Borges e Nêgo de Belo

Walter Borges e Nêgo de Belo sendo entrevistados pelo poeta casinhense Klebson Oliveira (Foto: Charles Nascimento)

Confira, agora, a íntegra do programa "Sinfonia Nordestina" que foi ao ar na tarde deste sábado (26), na Rádio Surubim AM, com o agitador cultural e ex-vereador de Casinhas Walter Borges e o empresário e cordelista Nêgo de Belo:


'Sinfonia Nordestina' faz homenagem ao aniversário de 25 anos da morte de Gonzagão

Ilustração: Arievaldo Viana/Reprodução
O programa "Sinfonia Nordestina" deste sábado (02) fará uma homenagem musical aos 25 anos da morte do Rei do Baião Luiz Gonzaga, completados hoje. O poeta Klebson Oliveira recebe Pessoa do Nascimento, João Cassiano, Naldinho do Arcodeon, entre outros, a partir das 13h, na Rádio Surubim AM.

Clique aqui e acompanhe ao vivo!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Amizade


Tem pessoas que te tem
Apenas por momentos
Enquanto você serve
Tem os agradecimentos
Não cometa deslizes
Fiquem sempre atentos
Que amigos não temos
São apenas lamentos

KLEBSON OLIVEIRA